Notícias

Vereadora quer curso de bombeiro para os funcionários municipais.

Sexta-feira, 12 de setembro de 2014.

A vereadora Cristina Gomes (PMDB) apresentou, durante a última sessão ordinária da Câmara Municipal, um requerimento ao prefeito José Maria Candido (PMDB) para que o mesmo estude a possibilidade de promover curso de bombeiro civil para funcionários da prefeitura e a compra de equipamentos adequados para que os mesmos estejam preparados para apagar focos de incêndios. O curso de bombeiro civil e a compra de equipamentos seriam importantes aos funcionários que colaboram para que os incêndios sejam apagados. “Alguns funcionários municipais prestam esses serviços para a população, seria útil e de extrema importância que a municipalidade disponibilizasse a esses funcionários o curso de bombeiro civil, facilmente encontrado em cidades vizinhas, como São Carlos, bem como promova aquisição de equipamentos, roupas e calçados térmicos, a fim de que estejam mais bem preparados para apagar focos de incêndios, tanto na zona urbana como rural do município de Itirapina, assim esse serviço será realizado com mais eficiência e com mais segurança”, destacou. De acordo com Cristina, a cidade possui uma enorme extensão territorial e que constantemente ocorrem focos de incêndios, especialmente nas épocas de estiagem e escassez de chuva e os funcionários da prefeitura são acionados para ajudar a apagar as chamas. “Com a falta de uma brigada militar de bombeiros em nossa cidade, os moradores, proprietários rurais e até mesmo a Polícia Ambiental solicitam costumeiramente aos funcionários da prefeitura para que colaborem para apagar focos de incêndio em nosso município”, observou. A indicação foi aprovada por unanimidade e será encaminhada ao prefeito, para que o mesmo avalie a recomendação da vereadora. “É uma indicação que vem ao encontro das necessidades dos funcionários públicos que ficam empenhados nesta função de colaborar com o combate as queimadas, pois melhor preparados e equipados terão condições de desempenhar um trabalho mais eficaz e também correm menos riscos”, finalizou Cristina.