Notícias

Vereadora quer placas de proibido estacionar em vias.

Segunda-feira, 20 de outubro de 2014.

A vereadora Cristina Gomes (PMDB) quer a instalação deplacas de sinalização de proibido estacionar em ambos os lados da Rua 4, entre a mesma via e a avenida 8, e também que seja estabelecido horário para carga e descarga no referido perímetro. Cristina enviou uma indicação ao prefeito José Maria Candido (PMDB), após a mesma ter sido aprovada pelos vereadores na última sessão ordinária no dia 29 de setembro. A parlamentar considera que cada dia mais o trânsito de veículos em Itirapina têm aumentado, principalmente na Rua 04, em toda sua extensão, por ser uma das artérias principais da cidade. “Ocorre que com esse aumento considerável de veículos e por ser a única via de ligação de acesso entre a entrada principal e o centro da cidade para com os demais bairros e tendo, ainda, como complicador, a passagem em nível da linha férrea é necessário pensar em alguma alternativa”, explicou. Segundo Cristina, em dias úteis e horário comercial, no perímetro indicado, a situação está cada vez mais insustentável, pois mesmo com carros estacionados em apenas um lado da guia não é possível o tráfego de veículos naquele local. Outro argumento utilizado pela vereadora é que os ônibus que fazem as linhas para São Carlos e Rio Claro tem ponto em frente à padaria localizada entre as avenidas 6 e 8 e quando realizam a parada para receberem os passageiros o tráfego da rua fica totalmente interrompido “Com carros estacionados no outro lado da via é impossível manter o tráfego de veículos fluindo”, contou. Diante das situações, a vereadora solicita ao prefeito que viabilize a instalação de placas de sinalização de proibido estacionar em ambos os lados da Rua 4, entre as avenidas 4 e 8, bem como estabeleça horário específico para realização de carga e descarga. “A referida indicação se faz necessária e merece caráter de urgência para, assim, minimizar os problemas de trânsito que vêm ocorrendo diariamente naquele local, sendo esta uma solicitação de diversos munícipes, que têm reclamado uma solução”, finalizou Cristina.