Vereadora Bete do Broa Participa de I Simpósio que discute a criação de Geoparque.

CapturarA Vereadora Elisabete de Oliveira Silva, nesta segunda-feira (29/05) esteve no I Simpósio dos Municípios da Bacia do Rio Corumbataí realizado no campus da UNESP em Rio Claro. Os oito (8) municípios da região da Bacia discutiram proposta que pretende fomentar o desenvolvimento sustentável do turismo regional com a Criação do Geoparque Corumbataí. O projeto está sendo desenvolvido pela UNESP em parceria com a UNICAMP, e abrange as cidades de Rio Claro, Analândia, Charqueada, Corumbataí, Ipeúna, Itirapina, Piracicaba e Santa Gertrudes.

Um Geoparque é uma área territorial com limites claramente definidos, que inclui um notável património geológico, associado a uma estratégia de desenvolvimento sustentável. A criação de um geoparque será maravilhoso para os oito municípios que compõem a Bacia do Rio Corumbataí, pois promoverá o desenvolvimento socioeconômico e a sustentabilidade natural além de resgatar, valorizar e preservar a cultura regional. Para efetivar o Geoparque Corumbataí é necessária certificação da UNESCO (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura), detentora do selo Global Geoparks Network. São 17 metas a serem cumpridas, em sintonia com uma agenda universal a ser perseguida mundialmente até 2030.

Após o simpósio, em uma conversa informal com os organizadores do simpósio Elisabete (PV) se colocou a disposição para contribuir com a criação desse grandioso projeto e ressaltou a importância do envolvimento da comunidade de cada cidade, pois cada geoparque nos remete às realidades diferentes, e o envolvimento amplo da comunidade é peça fundamental para o sucesso na criação de um geoparque, pois é um produto de cunho coletivo e para utilidade pública.

*COOPERLOL = Na parte da manhã a vereadora Elisabete de Oliveira Silva “Bete do Broa” (PV) esteve na cidade de Orlândia visitando a cooperativa Cooperlol, e em reunião com o Presidente Anderson Nassif, verificou as leis que consolidam a cooperativa Cooperlol. Está inciativa da vereadora é para buscar melhores adequações nas leis que possivelmente regem a cooperativa de Itirapina (COOPEREI). Após reunião seguiu para o I Simpósio da cidade de Rio Claro realizado na UNESP.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *